DestaquesNotícias

“A igreja não tem que se meter em política partidária”, diz Augustus Nicodemus

Reverendo presbiteriano defende a independência da Igreja para ter voz profética ativa.

Em uma mensagem baseada no livro do profeta Amós, o reverendo Augustus Nicodemus, da Igreja Presbiteriana de Recife (PE), conclamou a Igreja a ter uma “voz profética” ativa, denunciando qualquer autoritarismo do Estado contra os mais pobres e necessitados. Nicodemus afirma que para isso a Igreja não pode se envolver com ativismo partidário.

Na mensagem compartilhada em seu canal no YouTube, o reverendo diz que “Deus se ofende de verdade com a opressão dos pobres”, por isso ele defende que os fiéis denunciem esse tipo de comportamento.

“Deus se ofende de verdade é com a opressão do pobre, o esmagamento do necessitado, feito pelos poderosos, nobres, reis e ricos, simplesmente porque eles querem satisfazer seus desejos de prazer, luxúrias e de uma vida abastada. É contra isso que a Igreja tem que levantar a voz profética”, pontuou.

Ele também foi enfático ao afirmar que isso só é possível se a Igreja for independente de qualquer partido. Nicodemus acredita que comportamentos negativos de qualquer partido, seja de esquerda ou de direita, devem ser denunciados pela Igreja, demonstrando total independência para cumprir o seu papel.

“A Igreja não tem que se meter em política partidária. A Igreja, para ser voz profética, ela tem que ser independente de qualquer partido e denunciar isso, quer seja feito por um partido de esquerda ou de direita”, enfatizou.

O reverendo diz ainda que a “Igreja é a consciência do Estado”, já que tem a missão de apresentar aos líderes políticos suas injustiças, dando possibilidade para que estes venham a se arrepender e corrigir seus desvios de caráter.

Assista:

Por Gospelprime

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios