ColunasDestaques

A igreja, o cristão e a sua pátria

A igreja tem compromisso com a pátria, e dever de orar em favor dos poderes constituídos.
Hoje é sete de setembro, dia da independência do Brasil. O país é a maior nação cristã evangélica do mundo, com mais de 20 milhões de evangélicos.

Como cristãos somos chamados a glorificar a Deus em nossa vida terrena. O que inclui uma participação efetiva nos destinos da Pátria. O cristão prima pela ordem, pela promoção do bem estar.

Deus criou o universo e governa o centro da justiça. “Deus é governo, tanto que Jesus inicia o ministério chamando o povo ao arrependimento porque o Reino de Deus está próximo. Partindo dessa premissa, entendemos que o amor a pátria é um compromisso nosso. Enquanto cristãos, temos o dever de interceder pela pátria e pelas autoridades constituídas. E amar o próximo”, explicou pastor Adilson Neves, da Igreja Shekinah, de Brusque (SC).

Os judeus são um exemplo de amor pela nação de Israel. Isso porque eles aprenderam, desde cedo, a amar e valorizar a pátria. “Por amor de Sião (por amor de ti, oh Brasil) eu não sossegarei, por amor de Jerusalém (a minha nação) não descansarei enquanto a sua justiça não resplandecer como a alvorada, e a sua salvação, como as chamas de uma tocha (Isaías 62:1”.

ORE PELA NAÇÃO
A Bíblia ensina que o cristão deve contribuir para a melhoria ética, moral, social e espiritual da sociedade. Quais são nossos deveres cristãos para com a nossa Pátria?

Interceda pelas autoridades: Jeremias 29:7; I Timóteo 2:1-3

Obedeça as leis e respeite as autoridades: (Romanos 13:1-7). Os não cristãos “dão um jeitinho” de não pagar o imposto de renda, alguns não emitem nota fiscal e nem recolhem os encargos sociais de seus empregados.

Testemunhe de Jesus aos outros: Anunciando formalmente o genuíno Evangelho de Cristo Jesus. Participando dos movimentos ecológicos, lutando pela preservação do nosso planeta. Proclamando a justiça, denunciando e lutando contra injustiça. E protestando contra a violência

Por Comunhão

Comentários

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios