DestaquesNotícias

Dilma processa pastor Silas Malafaia por ligá-la a agressor de Bolsonaro

Ex-presidente e candidato ao Senado em Minas diz que líder religioso terá de responder por acusações feitas em uma rede social

A campanha da ex-presidente Dilma Rousseff, candidata ao Senado pelo PT em Minas, informou, por meio da sua assessoria de imprensa, que moverá um processo por injúria, calúnia e difamação contra o pastor carioca Silas Malafaia.

O líder religioso usou uma rede social, nesta sexta-feira, para disseminar notícia falsa ligada ao atentato a Jair Bolsonaro, que concorre a uma vaga à Presidência pela PSL, envolvento a ex-presidente e o PT.

“A campanha de Dilma Rousseff está entrando com processo por injúria, calúnia e difamação contra o senhor Malafaia. Terá de responder na Justiça”, postou Dilma em sua conta no Twitter.

Silas Malafaia também utilizou o Twitter para atacar Dilma Rousseff e o PT. O pastor disse que Adelino Bispo, que deu uma facada em Bolsonaro, é ligado ao partido dos trabalhadores e trabalha como assessor na campanha da petista ao Senado.

Na verdade, Adelino Bispo, que foi preso logo após agredir Bolsonaro, foi filiado ao PSOL de Uberaba entre 2007 e 2014. Nas redes sociais, ele chegou a se manifestar pela libertação do ex-presidente Lula, mas não há registro de que seja ligado ao PT.

Fonte: Gospel Geral

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios