DestaquesNotícias

É hoje o Domingo da Igreja Perseguida 2019

Igreja brasileira participa de clamor em favor dos cristãos perseguidos norte-coreanos

A perseguição aos cristãos por causa da fé é uma realidade. A estimativa atual é que mais de 245 milhões de pessoas passam por isso. Com o objetivo de servir esses irmãos por meio da oração e contribuição e fortalecê-los em meio às adversidades foi criado o Domingo da Igreja Perseguida (DIP). Com ele, conscientizamos a igreja brasileira sobre a perseguição religiosa.

Mais de 10,5 mil igrejas falarão sobre como vivem os cristãos norte-coreanos. No país asiático, que, desde 2002, é o pior lugar para se viver a fé cristã, há cerca de 300 mil cristãos. Se forem descobertos, são levados para campos de trabalho forçado ou até mesmo mortos. O país tem um regime comunista sob o comando de Kim Jong-un, o terceiro da dinastia Kim. Quanto a religião, todos devem adorar a família Kim, por isso os cristãos vivem em secreto.

Por conta do risco corrido pelos cristãos norte-coreanos, o tema do DIP 2019 é: “Fiel até a morte”, em referência a Apocalipse 2:10b: “Seja fiel até a morte, e eu lhe darei a coroa da vida”. Hoje, a igreja brasileira se unirá para clamar em favor dos cristãos perseguidos norte-coreanos, mas precisamos nos lembrar deles sempre. Não deixe que nada o impeça de participar desse movimento. Que sejamos um com aqueles que padecem de perseguições por amor a Cristo. Faça mais pela Coreia do Norte.

Pedidos de oração

  • Ore para que haja mais liberdade no país e os cristãos possam adorar a Cristo com liberdade.
  • Interceda pelo governo, para que os líderes tenham um encontro com Jesus e suas vidas sejam transformadas.
  • Apresente os cristãos norte-coreanos, que eles possam continuar se fortalecendo mesmo sem igrejas locais.
  • Peça para que a realidade apresentada seja completamente alterada no país.

Por Portas Abertas

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios