ColunasDestaques

Evoluir na carreira

Por Cristiano Leandro da Silva

” O que você vai ser quando crescer”? Quem nunca ouviu esta frase ou algo parecido na infância? Algumas pessoas alcançam seus sonhos na vida profissional, outra se agarram à primeira oportunidade que encontram de se empregar para ter o seu sustento, muitas vezes, com um esforço descomunal, e não pensam que podem mudar a própria história.

O que acontece é que a maioria de nós entra em uma situação que, com o tempo, se torna confortável. É a rotina do dia, da semana, do mês, do ano… Então vem as férias, o décimo terceiro e começa tudo outra vez até que chegue o tempo de se aposentar e viver, talvez, um pouco mais sossegado.

Existe algo muito positivo nisso: garantia, confiabilidade mútua, os valores que se aprende, os conhecimentos técnicos que se adquire… Tudo isso é importante. Porém, para um mercado cada vez mais competitivo, estarmos no mesmo lugar, fazendo a mesma coisa há muito tempo não seja tão positivo assim. Pode evocar a falta de evolução profissional.

Parar no tempo, no mesmo lugar, na mesma função, com o mesmo salário, sem qualquer perspectiva de progresso é, no mínimo, monótono, além de muito arriscado. Isso porque a vida nos pede proatividade, fazer as coisas que devem ser feitas sem que ninguém nos peça para fazê-las. Não progredir, não capacitar-se, não aprimorar-se pode inclusive denotar latente preguiça!

Naturalmente poderemos ouvir (ou dizer) diversos motivos para não avançar profissionalmente. Há quem sequer tenha pensado nessa possibilidade, que consiga um futuro melhor através de um trabalho mais satisfatório, que melhorará seu humor, mais rentável, que aumentará seu poder aquisitivo e menos desgastante físico ou emocionalmente, que poupará sua saúde… O tempo passa, e uns seguem sua rotina, talvez enfadonha, outros despertam para si mesmos, que podem, merecem e devem evoluir, e fica a critério de cada um deixar de se condicionar às limitações e mudar – para melhor!

 

  Cristiano Leandro da Silva

Comentários

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios