DestaquesNotícias

Homem com câncer terminal é curado milagrosamente após vigílias de oração no hospital

Taddy Ramos estava internado em cuidados paliativos com expectativa de duas semanas de vida.

Em agosto de 2015, Taddy Ramos foi ao hospital para cirurgia de ressecção para remover uma lesão do fígado e foi diagnosticado com câncer de ducto biliar estágio 4, também conhecido como colangiocarcinoma. Na época, o diagnóstico dado dizia que a quimioterapia daria a ele mais dois anos de vida.

“Eu tinha acabado de terminar o ensino médio. Lembro-me de sair dessa conversa, ir para o meu quarto e chorar de olhos”, diz Adrienne Ramos, filha de Taddy.

“Depois de muito pensar, orar, conversar com sobreviventes de câncer e procurar aconselhamento de vários profissionais de saúde, nossa família chegou a um consenso para recusar a quimioterapia oferecida”, disse a filha.

A família se recusou o tratamento oferecido na esperança de sucesso de uma opção minimamente invasiva oferecida na China e recomendada por um médico naturopata. Depois de ter feito algumas viagens ao país e gastado muito dinheiro, o estado de saúde de Taddy piorou.

“Depois de quatro viagens à China, meu pai infelizmente piorou. Então, eu tive que aprender a me render e simplesmente deixar Deus ser Deus”, contou Adrienne.

“Em junho de 2019, o fígado de meu pai mostrou sinais de falha e não estava mais funcionando em um estado ideal. Ele começou a ir ao hospital toda semana para drenar os líquidos, pois seu fígado não estava mais produzindo albumina para quebrar sua comida. Assim, sua área do abdômen ficava inchada, ele perdia muito peso e fica muito fraco”, relatou a filha.

Os médicos previram que Taddy Ramos viveria apenas algumas semanas e ele foi aceito em cuidados paliativos. Foi quando sua filha abriu uma conta do Instagram intitulada formydad.taddy para mostrar a luta da família pela cura de Taddy.

Eles mostravam orações e louvor feitos no hospital; postavam palavras de gratidão a Deus e mensagens de fé.

“Eu queria algo em que recordar meu pai e a jornada que nossa família passou junta. Eu não esperava que isso explodisse do jeito que aconteceu, mas sou grato por ter criado uma comunidade onde família, amigos e até estranhos poderiam orar por algo juntos pelo meu pai”, diz Adrienne.

O milagre

Adrienne e sua família persistiram em oração, crendo no milagre, até que ele aconteceu. “Sou muito abençoada por ter testemunhado um milagre. Mas também quero observar que, no final, deveríamos louvar mais o curador do que a cura”, sugeriu ela.

“A fé tem sido tudo. Essa jornada foi a estação mais emocional e espiritualmente mais desafiadora até agora. Eu tive que aprender a desistir do que esperava que o resultado fosse e simplesmente deixar Deus ser Deus e entregar minhas preocupações a ele”, relatou.

“Sinceramente, fui abençoada por testemunhar o tipo de fé que minha família tinha. Eles nunca pararam de orar, nunca deixaram de acreditar e se aproximaram um do outro e de Deus”, lembrou.

Adrienne contou que “nem uma vez ouvi meus pais reclamarem da situação, mas se aproximavam cada vez mais de Jesus em busca de força, cura, paz”.

Em 9 de outubro de 2019, Taddy Ramos recebeu alta do hospital após mais de seis semanas de cuidados paliativos.

“Toda estação há aprendizado e toda estação é uma oportunidade para se aproximar de Deus. Estou animada por voltar para casa para vê-lo e nos encontrarmos no dia do outro”, disse Adrienne.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DA CHVN RADIO

Comentários

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Fechar
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios