DestaquesNotícias

Igreja desfila com bloco evangelístico no carnaval e com direito à “Aba Deus”

A Igreja Batista Missionária da Independência, localizada em Salvador, BA, vai completar 20 anos saindo nas ruas do Pelourinho com o Bloco Sal da Terra durante os dias de carnaval. O objetivo, segundo os organizadores, é causar um “impacto” evangelístico, anunciando o nome de Cristo aos interessados.

“É um evento de evangelização em massa”, informa a igreja, que esse ano contará com a participação especial do grupo de reggae evangélico Christafari, natural dos Estados Unidos e um dos mais respeitados do gênero musical na América Latina.

Para integrar o bloco Sal da Terra é preciso ser batizado e participar de um preparo espiritual prévio que inclui jejum, estudo da Bíblia e orações. Tudo para que o evento realmente testifique sua diferença, que é a pregação do Evangelho como grande objetivo.

“O Evento é aberto aos crentes com mais de um ano de batismo e que estejam em comunhão com sua igreja”, diz o site Sal da Terra.

“Além disso, é necessário participar do treinamento. Nos dias de carnaval, a igreja do Senhor Jesus vai para as ruas do Centro Histórico com um grupo de evangelistas preparados, que atuam junto às pessoas que manifestam interesse por conhecer a Cristo e receber uma palavra de conforto”, acrescenta.

“Há momentos em que as pessoas recebem ministrações de cura e libertação. É um tempo de muita alegria, celebração e restauração. Também é montada uma base de aconselhamento espiritual na igreja, onde é usada a estratégia de distribuição de água gratuitamente para todos os transeuntes, com a finalidade de atraí-los”, continua.3

Em 2019 o bloco completa 20 anos e segundo o pastor Ubirajara Gomes, responsável pela igreja e um dos fundadores do Sal da Terra, a experiência tem sido um sucesso e ela atende o propósito de evangelismo em um contexto onde o carnaval é um ingrediente muito forte na cultura local.

“Talvez a maneira que evangelizamos vá de encontro ao método tradicional de evangelizar, mas com certeza não está em desacordo com a Bíblia”, defende Ubirajara.

“Cada povo tem a sua própria cultura e cabe à igreja usar as estratégias adequadas que ajudem as pessoas a entender o Evangelho. Paulo, que foi o maior missionário de todos os tempos, disse: ‘qualquer que seja o tipo de pessoa, eu procuro achar um terreno comum a ela, para que me permita falar-lhe de Cristo e eu possa salvar alguns’ (1 Co 9.22b) (N.B.Viva). O que Paulo fez é o que nós estamos fazendo”, conclui.

Fonte: Gospel mais

Comentários

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios