DestaquesNotícias

Marcha das Famílias contra as Drogas envia “recado” ao STF

Eduardo Bolsonaro participou da manifestações e lembro que mudança da legislação foge à competência do STF

Neste domingo (3) brasileiros de vinte estados e do Distrito Federal saíram às ruas na Marcha das Famílias contra as Drogas, iniciativa inédita no país, coordenada pela Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas, do Ministério da Cidadania.

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar ação da Defensoria Pública de São Paulo, em sessão ainda sem data, a posse de drogas, o que poderá resultar na descriminalização dos entorpecentes.

A intenção é mostrar aos ministros a posição da sociedade em relação ao tema, lembrando a eles que a grande maioria é contrário à liberação.

Ação iniciada em 2015 quer eliminar da lei 11.343/2006, o artigo 28, que proíbe uso, porte, compartilhamento e armazenamento de drogas e plantação de maconha.

Três dos 11 ministros já votaram a favor dessa posição, o que na prática autorizaria o uso e o porte de drogas no Brasil.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) estava entre os participantes das manifestações, que ocorreram em 53 cidades.

Na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, ele defendeu que a mudança da legislação foge à competência do STF, pois é uma prerrogativa do Congresso.

Comentários

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios