Notícias

Moro quer o evangélico Dallagnol na PGR

Segundo a revista Veja, Sergio Moro deseja que Deltan Dallagnol seja nomeado titular da PGR, cargo hoje ocupado por Raquel Dodge.

Casado e pai de um casal de filhos, Dallagnol se apresenta no twitter como “um seguidor de Jesus”. Com a família, frequenta a Igreja Batista do Bacacheri, em Curitiba. A partir dos cultos, elevou sua palavra contra a corrupção, que ecoou por escolas, associações, clubes e o plenário do Congresso. Em junho, durante audiência com parlamentares, sentenciou:

— A corrupção é uma assassina sorrateira, invisível e de massa. Ela é uma serial killer que se disfarça de buracos de estradas, de falta de medicamentos, de crimes de rua e de pobreza.

Descrito por amigos como metódico, carinhoso e sossegado, Dallagnol muda o estilo quando sobe no skate ou pega uma prancha. Em 2014, no início da Lava-Jato, viajou para surfar na Indonésia. Desde então, sua única praia é a investigação que desbaratou o esquema de desvio de recursos da Petrobras. Aos 36 anos, coordena a força-tarefa responsável pelos casos de primeira instância da operação, grupo composto por 11 procuradores, que denunciou 239 pessoas, entre elas os maiores empreiteiros do país, e provoca pânico na classe política.

A trajetória de Dallagnol começa no sudoeste do Paraná. Ele é natural de Pato Branco, cidade conhecida dos colorados por ser o berço do atacante Alexandre Pato. Filho de um promotor de Justiça, nasceu em 1980 e aprendeu em casa a separar diversão e trabalho. Nas classes do Colégio Mater Dei, evitava a “turma da bagunça”. Gostava de escrever redações e participava de peças de teatros.

— Dallagnol estudou a operação Mãos Limpas na Itália. Lá, chegou um momento em que, para se proteger, a classe política fragilizou a legislação e a corrupção aumentou. Ele quer que o Brasil escreva uma história diferente.

CCNews, com informações do ZH Notícias.

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios