DestaquesMissõesNotíciasNotícias Gospel

Os frequentadores da igreja tiveram melhor saúde mental durante a pandemia

Um novo estudo descobriu que a saúde mental permaneceu estável para as pessoas que frequentavam a igreja este ano. 

Embora o impacto da pandemia na saúde mental tenha sido uma fonte de preocupação para muitas pessoas, a pesquisa Gallup descobriu que os americanos que iam à igreja com frequência eram mais propensos a dizer que sua saúde mental este ano era “excelente”. 

No geral, cerca de um terço dos americanos (34%) descreveu sua saúde mental como “excelente”, ante 43% no ano passado. 

Entre aqueles que frequentavam a igreja semanalmente, esse número subiu para 46%, mesmo aumentando em relação aos números do ano passado, quando 42% disseram o mesmo. 

Daqueles que frequentavam a igreja quase semanalmente ou mensalmente, pouco mais de um terço (35%) disse que sua saúde mental era excelente.

As mulheres eram significativamente menos propensas do que os homens a dizer que sua saúde mental era excelente (27% contra 41%), assim como os democratas em comparação com os republicanos (29% contra 41%).

Gallup tem pesquisado americanos sobre sua saúde mental em novembro de cada ano desde 2001.  

Normalmente, a proporção que classifica sua saúde mental como excelente ou boa variou de 81% a 89% a cada ano, mas neste ano, caiu para um novo mínimo de 76%.

Gallup disse que as descobertas foram “sem dúvida influenciadas pela pandemia do coronavírus, que continua a perturbar profundamente a vida das pessoas, mas também pode refletir as opiniões sobre a eleição e o estado das relações raciais, que estavam na mente dos americanos este ano”. 

Com christiantoday

Comentários

Tags

Artigos relacionados

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios