DestaquesNotícias

Sobrevivente do 11 de Setembro se torna missionária após ataques: “Minha visão mudou”

Christina Stanton conta que após passar por depressão escreveu um livro com seu testemunho de fé.

Os ataques terroristas de 11 de setembro aconteceram há 18 anos e ainda chamam a atenção histórias de sacrifício e bravura entre os socorristas e ações heroicas dos cidadãos comuns, que ajudaram a resgatar vítimas das torres. Em meio a isso, também há muitas histórias de fé.

Christina Ray Stanton e seu marido, Brian, estavam entre os milhares de nova-iorquinos comuns que testemunharam a tragédia se desdobrar em seu apartamento no centro da cidade.

Ela diz que o evento teve um impacto profundo em sua vida e fé.

“Eu tinha 31 anos na época e pensei: ‘Bem, eu estou no controle da minha vida, no controle do meu futuro. Eu só preciso trabalhar duro e Deus me dará o que eu quero’”, explicou ela à Fox News.

Mas esses pensamentos mudaram em uma manhã fatídica, quando um Boeing 767 sobrevoando a cidade de Nova York e bateu na Torre Sul do World Trade Center. Christina foi testemunha ocular dos ataques e da tragédia que se seguiu.

“Estávamos em nosso terraço, e logo acima do meu ombro direito, o segundo [avião] veio; foi bem na nossa frente, [ele] virou e entrou e [no prédio]; entramos de volta em nosso apartamento, nocauteados”, lembou.

Christina conta que ela e o marido imediatamente desceram pelas escadas, correndo, e saíram para a rua, onde ela disse estar “um caos completo e absoluto”.

“Nós vamos morrer?”, Christina gritou ao marido. Ele respondeu com uma recitação da Oração do Senhor e começou a dizer aquelas famosas palavras: “Pai nosso, que estás no céu…”

Era como assistir a um pesadelo, e a cidade inteira estava imediatamente envolta em pânico e terror.

Vida alterada

“Quando os ataques aconteceram, eu aprendi que, na verdade, não tenho controle”, explicou Christina. “Minha visão de mundo foi totalmente alterada e eu realmente tive que recomeçar desde o início: ‘Quem sou eu?’ e ‘E quem sou eu em Cristo?’”, contou.

Christina, que trabalhava como guia da cidade de Nova York na época, disse que mesmo sendo cristã, realmente não havia “internalizado a Bíblia”.

Ela conta que o 11 de Setembro mudou todos os aspectos de como ela pensava e para onde sua vida estava indo.

Mas Christina conta que demorou uma década inteira, após o incidente, para que o trauma e o impacto daquele dia chegassem realmente em sua casa.

Ela foi convidada a relembrar sua experiência e o impacto o ataque terrorista teve em sua fé durante um culto da Igreja que marcava o aniversário de dez anos do 11 de setembro.

Christina conta que foi como “tirar o pó” das memórias antigas, o que trouxe de volta uma série de sentimentos.

“Fiquei realmente deprimida por vários meses depois de prestar esse testemunho”, explicou ela. “Mas isso me fez querer explorar mais sobre meus sentimentos sobre o assunto, anotá-lo e compartilhá-lo com outras pessoas”.

Christina continuou a escrever seu livro, intitulado “Fora da sombra do 11 de Setembro: um conto inspirador de fuga e transformação”.

Ministério

O impacto principal na vida de Christina foi sua nova função na sociedade. Ela deixou de ser guia turística e passou se tornou a diretora de missões em sua igreja, tendo se lançado ao ministério após uma experiência tão horrenda.

Seu marido, Brian, também foi profundamente impactado – ele deixou um emprego financeiro de alto nível em Wall Street para se tornar o diretor financeiro de sua igreja.

“Espero que ele escreva um livro sobre sua história”, disse Christina. “Ele basicamente saiu da mesma maneira que eu. Realmente tendo que olhar dentro de nós mesmos e pensar: ‘em que acreditávamos antes e no que acreditamos agora?'”

“Ele passou pelo mesmo processo que eu. [Foi] seu processo de se reconectar com Deus, perceber quem Deus é para ele, que o ajudou a mudar sua carreira”, acrescentou.

Christina disse que Brian acabou decidindo que queria algo novo e disse: “Eu realmente quero fazer a diferença neste mundo, quero ajudar os outros e quero um relacionamento próximo com Deus”. Ela conta que eles sentiram que “Deus o levou a essa carreira.”

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO FAITH WIRE E FOX NEWS

Comentários

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios