DestaquesMissões

Sobrevivente do ebola voltará à África como missionário

O Dr. Kent Brantly é cristão e contraiu o vírus há cinco anos, na Libéria

Após ser notícia em todo o mundo, como o médico estrangeiro que foi infectado e sobreviveu ao ebola, o Dr. Kent Brantly decidiu retornar ao continente africano. Ele contraiu o vírus há cinco anos e teve que voltar aos Estados Unidos para tratamento, mas já planeja um retorno com sua família.

– Foram cinco anos de cura emocional, cura espiritual e crescimento. Acho que crescemos e fomos capacitados durante esses cinco anos de uma forma que não fomos antes de irmos para a Libéria – disse ele, ao The Christian Chronicle.

Em julho de 2014, Brantly ficou à beira da morte por causa da doença. O diagnóstico foi confirmado pelo médico Lance Plyler, diretor da Missão Médica Mundial, vinculada à organização Samaritan’s Purse. O surto de ebola na África Ocidental causou a morte de mais de 11 mil pessoas, entre os anos de 2014 e 2016, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Desde o ano passado, a OMS voltou a alertar sobre novos casos na República Democrática do Congo. Apesar dos constantes riscos em países africanos, Kent não se apavora. O médico recebeu uma nova proposta para uma missão na Zâmbia, ao Sul da África, onde há necessidade de profissionais de saúde no Hospital Mukinge Mission.

– Nós gastamos tempo orando, jejuando e conversando sobre isso. E Deus realmente abriu as portas a cada passo do caminho – contou Kent.

Com a aprovação de Deus, Brantly se prepara para a jornada ao lado de sua esposa, a enfermeira Amber. O casal irá com sua filha, de 10 anos, e o filho de 8 anos.

Para a missão, a família terá o apoio da igreja Southside Church of Christ, em Fort Worth, Texas. Kent é grato por estar vivo e continua com o desejo de fazer a diferença. Para ele, há um propósito em sua existência.

– Neste momento, eu acredito que isso significa me mudar com a minha família para a Zâmbia para servir num hospital missionário, para servir os pobres, ter compaixão pelas pessoas necessitadas e participar na obra de Deus, de tornar todas as coisas novas e consertar as coisas quebradas neste mundo – declarou.

SIMPLICIDADE
A fama não corrompeu o coração do médico. Com sua esposa, ele escreveu o livro Called For Life, lançado em 2015. Kent e Amber também deram entrevistas em vários programas de TV.

Além disso, após a recuperação, Brantly foi recebido pelo então presidente americano Barack Obama, na Casa Branca. O rosto do médico missionário chegou a estampar a capa da revista Time como Personalidade do Ano de 2014. Tudo isso, entretanto, não apagou a chama missionária do coração do casal.

Por Pleno.News

Comentários

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios