DestaquesMissõesNotíciasNotícias Gospel

Bolsonaro encontra bancada evangélica em almoço e fala de veto parcial de perdão a igrejas

O veto parcial do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao perdão da dívida bilionária de igrejas com a União foi um dos temas do almoço entre o mandatário e integrantes da bancada evangélica nesta quarta-feira (16).

De acordo com parlamentares que participaram do almoço, Bolsonaro quis reiterar, logo no início, que, se fosse deputado ou senador, votaria pela derrubada do veto. A posição foi a mesma que o presidente manifestou nas redes sociais, logo após a decisão.

À CNN, esses parlamentares descreveram o encontro como uma “tentativa de lavar roupa suja no casamento” entre Bolsonaro e o grupo, mas ocorreu em clima de descontração. O almoço foi oferecido pelo deputado federal Fábio Ramalho (MDB-MG).

A anistia das dívidas de igrejas enfrentava resistência da equipe econômica e também foi desaconselhada pelos assessores jurídicos do presidente, que alertaram para o risco de crime de responsabilidade, o que poderia abrir brecha para um eventual processo de impeachment.

A Secretaria-Geral da Presidência da República afirmou, em nota, que o presidente apoia a não tributação de templos e que, apesar dos vetos, o governo irá propor “instrumentos normativos a fim de atender a justa demanda das entidades religiosas”.

“Embora se reconheça a boa intenção do legislador, alguns dispositivos não atenderam as normas orçamentário-financeiras e o regramento constitucional do regime de precatório, razão pela qual houve a necessidade da aplicação de vetos”, diz a nota.

Fonte: CNN BRASIL

Comentários

Tags

Artigos relacionados

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios