ColunasDestaques

Coisas velhas que se tornam novas

Pastor Izar Andrade

O futuro é um mistério e temos até mesmo um ditado que expressa isso: “o futuro a Deus pertence”, querendo dizer que somente Deus sabe sobre o futuro. Isto, todavia, não é totalmente verdade. Tem muitas coisas do nosso futuro que já temos revelado na Bíblia, basta lê-la para descobrir.

O que nós não sabemos do futuro são detalhes do dia-a-dia de nossas vidas. Isto pela simples razão de que não temos como saber se vamos estar vivos hoje e nem sabemos se vamos estar aqui amanhã. A esse respeito lemos em Tiago 4.13-15: “Eia agora, vós que dizeis: Hoje ou amanhã iremos a tal cidade, lá passaremos um ano, negociaremos e ganharemos. No entanto, não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida? Sois um vapor que aparece por um pouco, e logo se desvanece. Em lugar disso, devíeis dizer: Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo”. Assim sendo, vamos orar para que Deus nos conceda sabedoria para vivermos bem se o amanhã chegar.

Quanto ao passado, eu creio que por incrível que possa parecer é mais complicado que o futuro. O passado acontece logo após cada minuto vivido. O passado vai moldando e definindo os caminhos que tomamos no presente. Aconteceu alguma coisa, fazemos isso; aconteceu outra coisa, fazemos aquilo. O passado muitas vezes se torna um depósito de tormentas e dores. Nós temos uma grande facilidade de olharmos para o passado e retirarmos daquele baú um monte de coisas que colocamos de novo no nosso presente. Uma traição que alguém cometeu contra a gente; uma calunia; uma discórdia, um desacordo. Coisas que deveriam ficar no passado, nós as trazemos todos os dias para que continuem atormentando a nossa existência. É por isso, que muitos ficam cansados da vida, ou seja, não dão conta nem dos problemas de hoje e ainda têm que resolver os problemas que já não se resolvem mais porque estão no passado.

Seria muito bom se seguíssemos o conselho do Apóstolo Paulo: “…uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo pelo prêmio da vocação celestial de Deus em Cristo Jesus” (Filipenses 3. 13-14). Não estamos citando aqui uma pessoa que nunca sofreu. Não, este conselho vem de um homem que sofreu além da conta por causa do seu amor a Jesus. Se Paulo podia prosseguir para o alvo, porque não podemos nós também? Lemos ainda mais em 2 Coríntios 5.17: “Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo”.

Que Deus nos dê a graça de deixarmos tantas coisas para trás e abra os nossos olhos para vermos as suas maravilhas hoje, pois nosso futuro será o reflexo do nosso presente.

Igreja Evangélica Assembléia de Deus, rua Barão de Caçapava, 925. Reuniões quintas 19 h e 30 min. e domingos 19 h Visite-nos.

Comentários

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios