DestaquesNotícias Gerais

1º Concurso Virtual de Artesanato em Lã Ovina tem datas definidas na Região da Campanha 

A fase inicial do concurso se realiza neste mês de julho, em quatro etapas microrregionais

1º Concurso Virtual de Artesanato em Lã Ovina tem datas definidas na Região da Campanha
Aconteceu na segunda-feira (06/07) uma reunião para determinar as datas do 1º Concurso Virtual de Artesanato em Lã Ovina na região de Bagé. Com participação das extensionistas rurais sociais, os extensionistas e assistentes técnicos regionais Jacqueline Bragança e Fábio Gallarreta e a assistente técnica estadual de artesanato, Ivanir dos Santos, ficou definido o número total de 75 artesãos participantes, com 94 peças inscritas nas modalidades acessórios, mantas, xergão, poncho, colete, blusão e casaco.

A fase inicial do concurso se realiza neste mês de julho, em quatro etapas microrregionais, sendo a primeira no dia 22 (São Borja, Uruguaiana e Santana do Livramento), seguindo nos dias 23 (Caçapava e Lavras), 28 (Bagé, Aceguá, Dom Pedrito e Hulha Negra) e 30 (Rosário do Sul, São Gabriel, Quaraí e Alegrete). Organizados em etapas, os artesãos classificados passam para a fase regional, que acontece no dia 27 de agosto.

Segundo Jacqueline, a reunião provocou a reflexão sobre a importância das ações de Extensão Rural e Social, que de certa forma proporcionam a valorização das matérias-primas produzidas nas propriedades rurais e que geram a fonte de renda de diversas famílias no período entre as safras. Ela ainda destacou a dedicação dos artesãos e dos extensionistas na organização do concurso, sendo o primeiro online, que objetiva valorizar o trabalho do artesanato em meio à pandemia. “O objetivo principal do concurso é a valorização do artesão e da sua produção, estimulando sua criatividade e a produzir durante esse período de pandemia”, explica, ao destacar a parceria com a Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr).

Com peças inéditas, os artesãos e assistidos pela Emater/RS-Ascar ou aqueles que possuem carteira de artesão expedida pela Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS) participam trazendo técnicas de produção através das suas criações confeccionadas com lã crua ovina.

Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar – Regional Bagé

Comentários

Tags

Artigos relacionados

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios